Parque Municial do Pinheiro Grosso em Canela RS

O Município de Canela tem no turismo ecológico ou de exploração racional da paisagem, os recursos naturais de que necessita para melhorar a qualidade de vida da população, ofertando produtos e serviços qualificados, se mantido o foco no desenvolvimento sustentável. O planejamento estratégico de como se chegar a este nível de excelência passa pela efetiva revitalização de seus parques temáticos, aliados a hotéis, pousadas, gastronomia e demais serviços de apoio estruturados de forma a integrar produção e consumo consciente com a efetiva preservação do patrimônio natural.

A riqueza de exuberantes paisagens e de elementos naturais em equilíbrio ecológico, com vocação para o ecoturismo e turismo de aventura é o maior produto das dezenas de parques temáticos instalados no município. A conexão destes parques, de forma integrada, acessível, confortável e segura, permite ao visitante melhor explorar a diversificada oferta de produtos, com redução de tempo nos deslocamentos e maior permanência nos parques. A integração dos parques temáticos dá-se pela mobilidade urbana eficaz e que atenda a capacidade de carga sustentável ao turismo e população local, sua integração com o turismo regional e expectativas de crescimento futuro. O Parque do Pinheiro Grosso está situado às margens da Rodovia Estadual RS-466, que dá acesso ao Parque Estadual do Caracol e demais parques do entorno.

O Município de Canela teve sua origem na exploração da madeira da Araucária ou Pinheiro Brasileiro. A cidade cresceu rápido, de povoado a distrito e em seguida, com linha regular de trem até Porto Alegre, consagrou um grande ciclo extrativista visando à exportação de tábuas de Araucária. Concomitante, a beleza cênica dos recursos naturais atraiu o desenvolvimento de atividades voltadas ao bem receber, cujos visitantes, aqui chamados de veranistas, vinham à procura de clima ameno no verão e neve no inverno; iniciando o ciclo do turismo ecológico, que hoje se impõe como alternativa mais sustentável, justamente pela exploração racional da paisagem e dos recursos naturais. Tal mudança na matriz produtiva mostrou-se acertada, pois, atualmente, o turismo é o principal segmento econômico do Município. O reconhecimento oficial de um raro exemplar de Araucária ou Pinheiro Brasileiro deu-se por parte do Governo Estadual, no ano de 1983, através do Decreto Estadual nº 31.277, que reconheceu sua importância botânica e histórica, tornando-o imune ao corte e definindo uma área de preservação permanente -APP, no seu entorno, devido a suas proporções gigantescas. Este exemplar é atualmente o maior já conhecido vivo, pré-existente a chegada do homem-branco ao continente americano, com seus estimados mais de setecentos anos.

Doze anos depois de decretada sua proteção legal, o crescente fluxo de visitantes, principalmente de pesquisadores de diversas partes do país e do mundo, levou o Município a criar provisoriamente o Parque Municipal do Pinheiro Grosso, por meio do Decreto Municipal nº 1.249, de 20 de janeiro de 1995. Ainda no mesmo ano, através da Lei Municipal nº 1.374, de 17 de abril de 1995 é finalmente criado o Parque Municipal do Pinheiro Grosso. Recentemente, através da Lei Complementar nº 23, de 24 de maio de 2011, é aprovado o seu Plano de Manejo e Normas de Uso, em conformidade com o processo de Licenciamento Ambiental, objeto da revitalização que estamos inaugurando nesta data.
O Pinheiro Grosso é um sobrevivente do ciclo madeireiro de Canela. Remanescente da mata nativa original, sobreviveu por não ser madeirável devido às bifurcações do tronco. Todos os demais pinheiros gigantescos do entorno foram suprimidos na época. O Parque do Pinheiro Grosso tem como finalidade a proteção integral deste raro espécime, cujo nome botânico Araucaria angustifolia representa a espécie dominante na paisagem da Floresta Ombrófila Mista, tendo sua origem a mais de 200 milhões de anos no solo brasileiro. Atualmente a espécie está concentrada na Região Sul do Brasil, domínio Mata Atlântica, até o norte da Argentina e Paraguai e se encontra em Perigo Crítico de Extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). O Zoneamento do Parque do Pinheiro Grosso, determinado pelo Plano de Manejo divide-se em três segmentos com características, definições e normas de uso distintas, sendo a Zona de Uso Intensivo o local mais antropizado, - onde estamos no presente momento - que recebe as edificações e instalações de apoio, com função de facilitar a recreação intensiva e a educação ambiental. A Zona Intangível representa o mais alto grau de preservação e de restrição antrópica; é destinada a proteção integral do Pinheiro Grosso sua fauna e flora associada ao ecossistema local. Já a Zona Primitiva possui características de transição entre as zonas anteriores, com a função de preservar o ambiente natural e, ao mesmo tempo, proporcionar formas de recreação e lazer mais ecológicos, próprios do ecoturismo e turismo de aventura.

pinheirogrosso001

pinheirogrosso002

pinheirogrosso003

pinheirogrosso004

pinheirogrosso005

Parque Municipal do Pinheiro Grosso
RS 466 - km 4,5 N° 1701 - Canela - RS - CEP: 95680-000
(54)3282-6502 - pinheirogrosso@canela.rs.gov.br
Informações Turísticas: (54)3282-2200

Fonte: Website do Parque

Website do parque: http://www.parquedopinheirogrosso.com.br/

Comentários

comments

Comentários Google+

Olá!!

Receba todas as vantagens, descontos, dicas, e novidades sobre
Turismo no Rio Grande do Sul!