História de Salvador do Sul no RS

Salvador do Sul é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul, está situado na Serra Gaúcha uma das regiões de maior exploração turística do país. No inverno, as temperaturas podem, inclusive, ter registros negativos, possibilitando a ocorrência de precipitações de neve. Predominam as etnias germânica e italiana.

O povoado tem sua origem na década de 1840, levando o nome de São Salvador, em homenagem ao Sr. Salvador Alves da Rocha, fabricante de gamelas e barcos e um dos primeiros habitantes da região. O marco da colonização alemã se deu com José Inácio Teixeira Filho que, em 1856, como dono da sesmaria, revendeu lotos de terra para os primeiros colonos alemães católicos. Também era conhecido por "Kappesberg", em razão da família de Jacob Kappes que, por volta de 1859, aqui se estabeleceu. Em 1900, Campestre era a Sede como 6º Distrito de São João de Montenegro. Em 1930, o 6º Distrito passou para a Estação São Salvador. A princípio o nome era São Salvador (nova Salvador), em contraste com Tupandi (Velha Salvador). Depois, com a inauguração da Estação Férrea, foi chamado de Estação São Salvador, e, finalmente de Salvador do Sul, em 1963, em decorrência da emancipação.

 

O Município de Salvador do Sul apresentava em sua formação inicial, ao se emancipar de Montenegro, uma área de 348 km² e população de 14.000 habitantes, com os seguintes municípios limítrofes: Norte, Carlos Barbosa e Garibaldi; Sul, Montenegro; Leste, São Sebastião do Caí e Montenegro; E, a Oeste, Teutônia. Em função das emancipações de Barão, Poço das Antas, Tupandi, São Pedro da Serra e São José do Sul, a sua área passou para 89,31km². Os limites atuais são: Nortem São Pedro da Serra; Sul, São José do Sul; Sul-Sudoeste, Maratá; Leste, Tupandi; Oeste, Poço das Antas; Sudoeste, Brochier. Área urbana: 2,20km². Área rural: 87,11km².

Em 1881, surgiu a primeira estrada de rodagem, a Buarque de Macedo, que vinha da Colônia Dona Isabel, hoje Bento Gonçalves, e fazia ligação com São João de Montenegro, hoje Montenegro. A princípio, tornou-se rota de tropeiros. Hoje é denominada RSC 470 (a rodovia está em processo de federalização).

 

O desenvolvimento chegou com a implantação da Rede Ferroviária, no início do século passado e que foi desativada nos final dos anos 1970, marco do comércio entre Salvador do Sul e cidades-polo, como Porto Alegre e Caxias do Sul.

O município foi colonizado por colonos alemães a partir de 1855, quando José Inácio Teixeira começa a vender suas terras. As vendas ficaram a cargo de Peter Kuhn, procedente da Picada dos Portugueses. Os novos habitantes vieram das colônias mais antigas, como Dois Irmãos, assim como recém chegados da Alemanha.

A intenção dos colonizadores foi formar uma colônia católica, motivo pelo qual evitavam vender terras aos protestantes. Em 1860 foi criada uma escola comunitária que servia de capela aos domingos.

Salvador do Sul obteve sua emancipação política em 09 de outubro de 1963. Desde então, vem construindo sua trajetória de progresso, amparada especialmente, pela força de sua atividade primária. Seu grande referencial econômico está na avicultura, sendo, atualmente, o maior produtor de ovos e perus do estado do Rio Grande do Sul.

Nos anos 90, ocorreu um extraordinário desenvolvimento da cidade e a criação da FESTUR que trata se como a Festa do Turismo. No Governos de Canísio/Roque à cidade se encontrava entre as 10 melhores de se viver do Brasil e a 4º melhor cidade em qualidade de vida do estado do Rio Grande do Sul.

http://www.salvadordosul.rs.gov.br/

Comentários

comments

Comentários Google+

Olá!!

Receba todas as vantagens, descontos, dicas, e novidades sobre
Turismo no Rio Grande do Sul!